O termo Fintech vem sendo falado a algum tempo por quem circula pelo mundo financeiro. E por se tratar de um grupo de empresas que nasceram para reduzir as burocracias do nosso dia a dia e otimizar o nosso tempo, cada vez mais pessoas tem interesse em entender e se adaptar a essa nova realidade.  As Fintechs surgiram com o objetivo de entregar soluções mais simples e de baixo custo para as pessoas. Mas afinal o que são Fintechs?

De forma prática e objetiva, na própria significação da palavra, já é possível entender que o termo “Fintech” vem da combinação de “Tecnologia” e “Finanças”. Sua movimentação surgiu após a maior crise financeira da história mundial. Pode-se até mesmo dizer, que essa movimentação teve seu início no dia 15 de Setembro de 2008, quando houve a quebra do Lehman Brothers, uma das maiores instituições financeiras dos Estados Unidos. A partir disso, a desconfiança com a segurança dos investimentos fez com que as ações caíssem, o que desestabilizou o sistema financeiro mundial. A crise se instalou quando a partir disso, diversos outros bancos e instituições acabaram por declarar falência. Com isso, para poder se reestruturar, os bancos reduziram os seus serviços para aqueles que lhe proporcionaram maiores lucros, não atendendo com a mesma qualidade e necessidade. Com as mudanças, o sistema financeiro abriu portas para um novo segmento, que seria de proporcionar às pessoas aquilo que não estava sendo entregue e de uma forma muito melhor. É o que hoje conhecemos como Fintechs.

Então, basicamente podemos entender que se tratam de empresas ou startups que  vieram para unir serviços financeiros e tecnologia, desenvolvendo produtos financeiros digitais. Criadas com o conceito principal de unir produtos financeiros tradicionais à tecnologia e inovação, com foco total na experiência de seus clientes. De forma mais clara, as Fintechs possuem os mesmos serviços que um banco convencional, mas, focam diretamente nas necessidades do cliente. Para entender melhor, podemos dizer que o que o banco nos proporciona em quantidade, as Fintechs entregam em excelência no serviço prestado. Invés de oferecer diversos serviços, elas focam em um serviço ou em uma solução para atender da melhor forma o seu cliente e não atender toda a demanda de um banco tradicional.

Fonte: Fintech Mining Report, Distrito.

O objetivo principal das Fintechs é facilitar as transações financeiras e extinguir as burocracias que um banco convencional exige. Oferecem serviços com atendimento online, rápidos e de baixo custo. Entre outros, um dos principais diferenciais de muitas fintechs é a possibilidade de controlar os seus assuntos financeiros através de qualquer smartphone, sem precisar ir até uma agência. E mesmo que ainda se tenha dúvidas ou sequer tenha se ouvido falar, elas são uma tendência mundial que vem em uma crescente constante. De acordo com dados de 2019 do Mapa de Fintechs do Brasil, hoje existem 504 Fintechs no país, divididas em 10 diferentes segmentos.

Vantagens da Fintech?

De forma resumida, as Fintechs trazem soluções financeiras menos burocráticas, mais fáceis e na maioria das vezes sem custo ou com custo baixo. Primeiramente precisamos entender que o atendimento acontece no ambiente digital, ou seja, você não precisa sair de casa para resolver seus problemas bancários, sendo assim, filas e espera são coisas do passado. Taxas e anuidades não são cobrados em alguns casos e nos que são, os valores são bem menores que o dos bancos tradicionais. Muitos se perguntam o porque dessa grande diferença nos valores de um banco tradicional e uma Fintech. A explicação se dá a partir do entendimento de que uma fintech não precisa de uma grande estrutura para seus funcionários. Existe uma grande quantidade de pessoas trabalhando para que seu problema seja resolvido de forma rápida, porém, não existe atendimento presencial. Com isso, os custos são bem menores que os de uma agência física. Os investimentos são focados muito mais em experiência, tecnologia e inovação, que são o diferencial das Fintechs.

Em bancos tradicionais a burocracia na entrega de documentos, na espera por aprovações e retornos levam tempo. As fintechs possibilitam até mesmo assinaturas de documentos de forma online. Como dito anteriormente, elas não oferecem todos os produtos e serviços de um banco tradicional, exatamente para proporcionar a melhor experiência e atendimento para o seu cliente. As fintechs podem proporcionar muitas vantagens para os clientes, como cartões de crédito sem anuidade, contas sem tarifa, juros menores nos empréstimos, além de alguns casos ajudar pequenos investidores.

Os empréstimos por exemplo, são um dos serviços que mais são cobrados juros, nos bancos tradicionais. Com as Fintechs, os juros e taxas são os menores do mercado, você pode solicitar de forma online e o dinheiro é depositado de forma automática na sua conta.

O movimento das Fintechs, é uma realidade que veio para ficar. Com a correria e a falta de tempo das pessoas, a tendência é que cada vez mais pessoas e empresas migrem para esse ramo. Afinal, elas proporcionam serviços iguais ou melhores que os bancos tradicionais, com apenas alguns cliques e sem sair de casa. O que falta para você também embarcar nessa? Nós da Phi, podemos te ajudar!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um novo site no WordPress.com
Comece agora
%d blogueiros gostam disto: